Vota Tâmega
Sobre

Vota Tâmega é uma campanha promovida pela associação ambientalista GEOTA, no âmbito do projeto Rios Livres. Pretende sensibilizar os/as candidatos/as a Presidente de Câmara nas Eleições Autárquicas de Outubro de 2017 para o impacto negativo das barragens no Vale do Tâmega: Fridão, Daivões, Gouvães e Alto Tâmega.

Durante vários dias trabalhámos para sensibilizar os autarcas a assinarem a Declaração pelo Tâmega: documento que defende um rio limpo e sem novas barragens.

Porquê

O Tâmega é o rio mais ameaçado do país.

A Iberdrola começou há pouco a construção de três mega barragens – Daivões, Gouvães e Alto Tâmega. A barragem de Fridão – concessionada à EDP – está suspensa até 2019.

Lançámos a campanha Vota Tâmega com o objetivo de travar definitivamente a construção da barragem de Fridão. Queremos também alertar para a destruição que está em curso nos territórios onde já há obras no terreno.

O GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente é uma organização de defesa do ambiente sem fins lucrativos e de âmbito nacional. Desenvolve, desde 2011, o projeto Rios Livres, cujo principal objetivo é a preservação dos rios de Portugal. Apostamos na informação e no esclarecimento de quem, direta ou indiretamente, seja afetado por projetos que coloquem em causa as importantes funções sociais, ecossistémicas e económicas dos rios.

O rio Tâmega é marco identitário do Norte e de Portugal. Une populações de Chaves a Amarante, atravessando as Terras de Basto e o coração das serranias do Marão e do Alvão, ligando Trás-os-Montes e o Minho ao Douro Litoral. Neste momento, encontra-se ameaçado pela construção de novas grandes barragens – Fridão, Daivões, Gouvães e Alto Tâmega. Um dos maiores cursos de água livres do país vai ser transformado numa sucessão de lagos artificiais e estagnados.

O país ganhará um acréscimo de produção de 1,2% de eletricidade.

Mas o que ganha a região? Mais nevoeiros. Destruição completa do ecossistema ribeirinho. Degradação profunda da qualidade da água. Destruição de Património Natural gerador de desenvolvimento local e do território necessário para combater a quebra demográfica.

Em suma, destruir-se-á um importante recurso natural: um rio livre. Algo cada vez mais raro no nosso país, e por isso também, cada vez mais valioso.

Amarante em perigo

8 km é a distância entre a Barragem de Fridão e a cidade de Amarante.

– 13 minutos é o tempo que demora a onda da cheia a chegar a Amarante, em caso de acidente na Barragem de Fridão.

– 14 metros acima da ponte de São Gonçalo é a altura a que pode chegar a água, em caso de acidente na Barragem de Fridão.

Vê o vídeo e descobre toda a história por detrás das barragens do rio Tâmega:

votatamega_logo_header

AJUDA

Dúvidas, aconselhamento ou outras

questões, fala connosco.

Estamos ao teu dispor.

GEOTA
Rios Livres

Dúvidas, aconselhamento ou outras questões, fala connosco. Estamos ao teu dispor.

Start typing and press Enter to search